30 de set de 2008

"Fechou o bico"

Um candidato à vereador de Blumenau acostumado a organizar manifesto na cidade, tentou aproveitar o trabalho da receita e da policia federal nessa manhã de terça-feira. Enquantas as mercadorias eram apreendidas na praça do camêlo da rua Paulo Zimmermann, o candidato que também é advogado, foi informado pelo procurador da república João Brandão Neto, que não poderia fazer política naquele local.
Bastou isso para ele achar outra atividade rapidinho.

24 de set de 2008

Presos acusados de assaltos no bairro Fortaleza

Quatro homens foram presos acusados de cometer assaltos em Blumenau. As prisões ocorrem no final da noite desta terça-feira e madrugada de quarta-feira. A polícia militar foi informada de que em dois estabelecimentos no bairro Fortaleza, uma dupla teria fugido com dinheiro em uma motocicleta Yamaha 125 de cor Azul. Segundo os militares a placa do veículo também já havia sido vista em outros crimes praticados na cidade. Além do condutor da moto Rafael Isidoro, também foi preso Cristiano Germano Alexandre e Thiago Chaves da Silva, conhecido pelo apelido de “Chepa”. Uma arma, pedras de crack e outra moto honda Biz também foram apreendidas. A delegada responsável informou que os detidos confessaram a participação nos assaltos.

23 de set de 2008

Quadrilha invade residências

A polícia já investiga a ação de quadrilha na cidade de Blumenau. A suspeita é de que pelo menos duas casas já foram invadidas pelo grupo. No último sábado o crime ocorreu em uma casa no bairro asilo. Na oportunidade seis homens armados e encapuzados renderam a família, que ficou trancada em um dos cômodos, enquanto os bandidos fugiam com um cofre de 200 quilos e mais dinheiro. Na noite de ontem, outra família também passou por um momento de terror. Novamente seis homens armados e encapuzados invadiram a residência. Desta vez a ação da quadrilha foi no bairro Vorstadt. Ainda não há suspeita dos autores desses crimes.
Durante a investigação uma das vítimas relatou que os criminosos chegaram a fazer ameaças contra uma criança. Tudo para conseguir a senha do cofre. Desesperada a vítima não conseguia abrir o cofre, que então foi levado pelos criminosos.

22 de set de 2008

Carga furtada por funcionário é avaliada em R$ 150 mil reais.

Policiais civis tiveram uma conversa nesta segunda-feira com a diretoria de uma empresa Coreana, instalada no bairro Itoupava Central, em Blumenau. Um funcionário da empresa é acusado de furtar uma carga avaliada em mais de 150 mil reais. O fato foi comunicado à polícia na última quinta-feira. Parte da carga de fio sintético já havia sido revendida na cidade de Brusque. De acordo com a investigação o funcionário transportou aproximadamente oito toneladas da carga furtada em um caminhão com dados falsos do veículo e do motorista. O delegado responsável pelo caso informou que o acusado, apesar de identificado ainda não foi preso, mas deve ser ouvido pela polícia. A suspeita é de que ele esteja envolvido em outros furtos, com a participação de outras pessoas ainda não identificadas.

19 de set de 2008

Que sorte! Né?

Recebi uma informação na tarde desta sexta-feira, que três irmãos aguardavam julgamento no Presídio Regional de Blumenau. Todos foram presos acusados do mesmo crime, assalto. Um deles ganhou o direito à liberdade, mas na hora de liberar o detento uma pequena troca. O outro irmão foi solto. Agora o preso que deveria ficar no presídio está livre. Já aquele que teve a liberdade concedida pela justiça não vai ser prejudicado por isso e também já deve estar nas ruas. Hum, que coisa heim?

18 de set de 2008

Saque de bandido

Um crime ocorrido por volta do meio dia desta quarta-feira, demonstra a fragilidade da segurança. Localizada na Rua da Glória, próximo ao terminal do Garcia em Blumenau, a lotérica da Glória foi novamente assaltada. O assaltante era um homem de pele clara, que usava um capacete preto. Armado com revólver ele rendeu as funcionárias e levou R$ 100,00 reais do caixa. O criminoso fugiu em um moto junto com outro homem que o aguardava na motocicleta. Essa foi a terceira que o local é assaltado nos últimos dois meses.
Na lotérica não existe porta detectora de metais. Também não têm câmeras de segurança, ou vigilantes contratados. Enquanto aos constantes prejuízos financeiros do estabelecimento, fica o interesse reservado ao proprietário, mas a segurança das pessoas que utilizam o serviço. E ai???
Fica evidente a facilidade com que os assaltantes armados vão até a lotérica pegam o dinheiro, fogem e permanencem livres.

17 de set de 2008

Assaltantes atiram contra polícia

Assaltantes trocaram tiros com a polícia de Blumenau. Por volta das 16h30 da tarde de ontem os policiais receberam o comunicado de que uma padaria havia sido assaltada, na Rua Antônio Zendron, bairro Valparaíso. Durante rondas na região do Morro do Gato a viatura encontrou os criminosos. A dupla disparou tiros, abandonou a moto e fugiu a pé pelo mato. Cerca de duas horas depois três funcionários de uma farmácia e duas clientes ficaram trancadas no banheiro, enquanto dois homens levavam o dinheiro do estabelecimento. A farmácia assaltada fica na Rua Francisco Vahldieck, no bairro Fortaleza.

12 de set de 2008

Assalto na saída do caixa

Atenção redobrada para você que for sacar dinheiro em caixa eletrônico. Foi comunicado à polícia de Blumenau mais um assalto na tarde desta quinta-feira. Um jovem de 23 anos contou foi até uma agência do Banco do Brasil no bairro da Velha e não percebeu que era seguido. Quando chegou ao portão de casa, dois homens em uma moto anunciaram o assalto. Armados com um revólver calibre 32 eles teriam levado cerca de nove mil reais da vítima e fugido em uma moto CG 125 sentido bairro Água Verde. Policias foram até o local, mas não localizaram mais os assaltantes.

11 de set de 2008

"Na função"

No intervalo da gravação de uma reportagem para televisão tive uma rápida conversa com um jovem que esteve preso São Pedro de Alcântara. Ele revelou uma espécie de regra que detentos envolvidos com uma facção criminosa da maior penitenciaria do estado seguem. Quando tem direito a liberdade devem praticar certas tarefas, como assaltos ou furtos que possam render dinheiro. O valor subtraído com o crime então é dividido, 40% para o autor e a 60% para a facção. Ainda segundo o presidiário, quem não cumpre a determinação fica sujeito a punições, como a própria morte.

Incêndios

Os bombeiros de Blumenau precisaram controlar mais dois incêndios em Blumenau, nesta quarta-feira. Pela manhã, uma casa localizada no loteamento morada do sol, bairro Fortaleza, foi destruída pelas chamas. Ninguém saiu ferido. A proprietária estava no trabalho e os três filhos estavam na escola. À noite os bombeiros combateram outro incêndio. Desta vez em uma casa abandonada na Rua Benjamin Constant, Bairro Vila Nova. Segundo vizinhos o local abrigava andarilhos e usuários de drogas. As chamas foram controladas em cerca de 10 minutos. Nos últimos quatro dias cinco casas pegaram fogo em Blumenau.

6 de set de 2008

Correspondências eletrônicas eleitorais.

Dia de aniversário é sempre assim. Mensagens, abraços, beijos, elogios, felicidades e o telefone que não para de tocar. Em uma das ligações à servidora pública de Blumenau foi atender e do outro lado estava uma assessora de um candidato a vereador. Gentilmente ela também parabenizou a aniversariante e aproveitou para de uma maneira delicada já pedir um voto. A servidora agradeceu, mas disse que vai votar em outro candidato.
A ligação fez nossa aniversariante lembrar-se de outro candidato que nos últimos anos também envio correspondência de feliz aniversário, mas desta vez não veio nada. Depois de alguns minutos ela descobriu que aquele candidato não concorre nesta eleição.

Outra

Uma acadêmica da faculdade Ibes fez uma consideração interessante após receber um email com o pedido de voto para vereador, de um professor da instituição. “Quando precisamos dos endereços eletrônicos ou telefônicos de professores a instituição é proibida de repassar, mas ai nessas horas como eles conseguem os nossos?”

5 de set de 2008

Segurança Pública

Pelo menos quatro empresários da Rua 2 de Setembro no bairro Itoupava Norte, em Blumenau resolveram organizar um manifesto depois de uma série de arrombamentos na região. Em uma loja que vende e aluga componentes eletrônicos, foram quatro furtos no curto período de seis meses. Crimes que na maioria das vezes, para não dizer que sempre ocorre isso, se quer são investigados pela policia.

Até agora não vi!

Quando posso acompanho os programas eleitorais no rádio e na televisão. Até agora não lembro ter visto propostas sobre segurança pública para o município. Recordo que o atual governo tentou implantar a guarda municipal, mas não conseguiu. Será que ser for vitorioso vai tentar de novo, ou tem outros projetos para a segurança pública do município. O que espero é que o comando do executivo de Blumenau, independente de quem for, trate o assunto de frente e não apenas com a desculpa de que a responsabilidade disso cabe somente ao governo do estado.
Uma alternativa em longo prazo para a segurança pública em Blumenau, seria o governo municipal investir mais nas escolas, educação, nas famílias, principalmente as mais carentes. Dar novas oportunidades para a formação dos nossos jovens é um caminho a ser percorrido por todos. Cabe as lideranças políticas conduzir esse processo. Quem sabe não seria bom mudar um pouco o foco, menos concreto e mais trabalho social, cultura, esporte e lazer.

4 de set de 2008

Vem por ai

O programa político eleitoral do candidato Ivan Naatz deve apresentar nos próximos dias um exemplo de como o passe livre para estudantes da rede pública pode ser viável. A equipe de produção do programa se prepara para viajar até uma cidade onde já existe o projeto. Imagens e depoimentos irão passar uma noção dos possíveis benefícios da proposta.
Os marqueteiros políticos do candidato também estão ansiosos para o primeiro debate na televisão. A intenção é cobrar dos adversários que já estiveram no poder, às promessas que não foram cumpridas em seus respectivos governos. Com isso Naatz pretende levar ao eleitor o convencimento de que seus adversários não cumprem o que dizem e que ele sim é o candidato da verdade.

3 de set de 2008

Política suja

Atitude que deve ser reprovada. Um grupo com cerca de 20 pessoas fez um protesto nas escadarias da prefeitura de Blumenau, na manha desta quarta-feira. Alegação para o manifesto era a cobrança de promessas da atual administração municipal, para realizações de obras em uma comunidade do bairro da Velha.
Em meio ao grupo uma equipe de produção de vídeo do programa político do partido dos trabalhadores, registrava todo o acontecimento e gravava depoimentos dos envolvidos. Conversei com três pessoas e nenhuma delas reside no local que estampava faixas do manifesto. Disseram apenas que eram solidarias aos moradores do local, que espera a realização das obras.
Quem motivava as pessoas e dava as coordenadas do que deveria ser feito, era um advogado e candidato a vereador, também da coligação do partido dos trabalhadores. Alias figura já conhecida em manifestos realizados nos últimos anos na cidade.
É triste ver como as pessoas ainda são facilmente influenciadas. Por mais justa que possa ser a causa, esse momento de véspera de eleição, o eleitor deveria estar mais preocupado em escolher bem seus candidatos a prefeito e vereador e não cair na lábia dos aproveitadores que usam da política suja para tentar satisfazer seus interesses pessoais.

Eu e o SAMU

Assim fica difícil! Médicos do SAMU de Blumenau dizem que a comunidade acha que ambulância é táxi. Quando o atendimento por telefone na maioria dos casos seria o suficiente. Do outro lado aqueles que não recebem o atendimento no local, reclamam do serviço e da necessidade do mesmo.
Afinal quem é que vai questionar se em alguma vez o critério utilizado pelo médico regulador, em mandar ou não uma ambulância é equivocado? Ou esses profissionais não cometem erros também?
No caso exibido na Ric/Record, onde o pedreiro Reginaldo ficou no aguardo de uma ambulância durante cinco horas até chegar ao hospital e constatar que estava com um deslocamento na coluna, a coordenação do SAMU na região enfatizou que não houve falha em não deslocar uma ambulância até o local. Segundo Maria Beatriz da Silva os colegas dele deveriam ter seguido as recomendações médicas passadas por telefone. Comprar o antiinflamatório e o relaxante muscular e esperar o efeito.

Hoje pela manhã a coordenadora Maria Betriz da Silva, antes de conceder a entrevista para Ric/Record, disse que a reportagem denegriu mais uma vez a imagens dos profissionais do SAMU de Blumenau. Segundo ela eles ficaram desmoralizados.

Antes disso, tive que ouvi por telefone do mesmo médico regulador que preferiu não enviar uma ambulância para seu Reginaldo, que eu sou um péssimo profissional, um repórter sensacionalista. Disse o médico que eu estava querendo me fazer de “bonzinho” diante da situação.