10 de out de 2008

Justiça cega e muda

Quando as coisas acontecem no centro da cidade vale até uma expressão bem rale, mas que cabe nesse exemplo; “o buraco é mais embaixo”. Repercutiu e ainda fica uma curiosidade! Nesta semana um homem acusado de assalto foi morto pela polícia militar após roubar aproximadamente cinco mil reais, de um estabelecimento localizado próximo a Rua XV de Novembro, principal via do município. Numa situação normal o material recuperado no crime deve ser devolvido ao proprietário. Agora o que fazer quando o dinheiro é de uma casa de apostas do jogo do bicho?
Nesta sexta-feira liguei para algumas autoridades do poder judiciário de Blumenau. Na primeira tentativa o promotor pediu para manter a identidade em sigilo, a justificativa é de que ele não seria a pessoa mais indicada para falar sobre o assunto. Muito atencioso, confidenciou algumas explicações e recomendou que conversasse com alguém do ministério público estadual.
O segundo promotor que me atendeu também retificou que a atividade da casa do jogo do bicho é ilegal, mas a devolução ou não do dinheiro ao proprietário pode ser questionável. A recomendação para mais detalhes seria procurar um dos quatro promotores criminais do fórum de Blumenau.
Consegui falar com um assistente da promotoria de justiça que adiantou ainda não ter recebido o caso, portanto não sabe do fato. O assistente acredita que a ocorrência deve estar em fase de comunicação do auto de prisão com a polícia civil.
Vou aguardar e tentar novamente nos próximos dias encontrar alguma autoridade judiciária para fazer uma entrevista e tirar dúvidas sobre a atividade ilegal do jogo do bicho e a falta de fiscalização e de repressão.