18 de fev de 2009

Dois lados da justiça

O advogado Henrique Kloch é irmão do delegado José Kloch, também de Indaial. Os dois conhecem bem a realidade do sistema carcerário no país. Embora que aparentemente, de ponto de vistas diferentes. O delegado não chegou a ficar traumatizado com a surra que levou o detento no presídio, já o advogado aplicou a lei e agiu conforme sua profissão.
O detento violentado fisicamente foi preso em flagrante por transportar 50 maços de cigarro. Ele confessou que iria revender a mercadoria em seu estabelecimento, localizado na cidade de Presidente Getúlio. Cometeu um crime e precisou passar cinco dias em um presídio, ao lado de verdadeiros criminosos. De acordo com o advogado, o homem de 50 anos disse que preferia morrer ao ter de passar tudo de novo.
O fato ocorreu em 2007. A experiência negativa ele não vai esquecer jamais. Se a lição foi aplicada, para este homem quem sabe tem sido uma dose bem dolorosa, mas quem está livre de cometer um ato ilegal e ir parar em um presídio.
Os presídios e penitenciarias trocam a função de inserir novamente o preso na sociedade e viram faculdades do crime. O grau de ensino depende do nível dos professores e suas respectivas fichas criminais.

Indenização

Estado é condenado à pagar R$ 20 mil reais após preso ser agredido dentro de presídio.
Imagens - Emanoel Dionísio
Edição - André Heat