2 de nov de 2008

Pedra destrói casas em Blumenau

Em Blumenau uma pedra desliza de um barranco e destrói casas e carros estacionados na rua. Os moradores precisaram ser retirados do local. A pedra estava no alto do morro entre as árvores. Por volta do meio dia deste domingo houve um deslizamento. Duas residências localizadas no loteamento Morada do sol, que fica no bairro Vostardt em Blumenau, foram atingidas pela pedra e ficaram destruídas. O barro que desceu junto foi parar na rua, quatro carros que estavam estacionados também ficaram danificados. Pedras menores quebraram o telhado de outra residência. Esse menino teve pequenos ferimentos e foi atendido no local pelos Bombeiros. Moradores ainda tentaram salvar alguns pertences. Esse homem carregou a máquina de lavar escadaria a baixo.
Técnicos da defesa civil foram acionados e estiveram no local do deslizamento. Lonas chegaram a ser distribuídas para a comunidade cobrir os telhados das casas atingidas e encostas de barrancos.
No bairro Escola Agrícola uma árvore deslizou e ficou no meio da rua. Serras foram utilizaram para retirar o material. Sob Som
Em outras ruas da cidade foi preciso o serviço de máquinas para liberar o trânsito de veículos. Até o final da noite deste domingo os bombeiros tinham recebido o comunicado de 20 quedas de árvores e 17 deslizamentos em Blumenau.

Enterro Adelina Hees de Souza

Foi enterrado neste sábado o corpo da empresária que ao lado do marido fundou a maior camisaria da América Latina. Depois de passar três semanas internada, no Hospital Santa Catarina de Blumenau, Adelina Hees de Souza de 82 anos teve uma insuficiência respiratória e faleceu na última sexta-feira.
O cortejo seguiu pelas principais ruas da cidade, até chegar ao cemitério São José no centro de Blumenau. O corpo da empresaria foi carregado pelos filhos. Amigos aproveitaram para dar o último adeus a Adelina Clara Hees de Souza.
Adelina deixou 16 filhos, 44 netos e 13 bisnetos. Família que Adelina fez questão de deixar registrada em dois livros que escreveu.